FIGENER desenvolveu um software sofisticado de engenharia para cálculo de perda de carga em redes complexas de distribuição. Trata-se do FNESS, um programa de cálculo de escoamento de fluidos em redes de tubulações em regime permanente, baseado no Método dos Elementos Finitos

Saiba Mais

FNESS - Exemplo 1 - Bombas e Trocadores de Calor

Neste link é possível baixar um exemplo clássico de utilização do FNESS.

Por ser um exemplo da versão DEMO, estamos trabalhando com no máximo 5 nós.

Aqui foram utilizados:
- 01 bomba em rotação parcial à nominal;
- 02 trechos de tubulação, sendo que uma delas com a inclusão de uma válvula borboleta;
- 01 trocador de calor.

Dadas as condições de contorno (neste caso como pressão atmosférica), é possível obter a vazão esperada do sistema.

Para este exemplo, sugerimos que o usuário altere:
- a rotação da bomba;
- a posição da válvula borboleta; ou
- o diâmetro ou o comprimento das tubulações.

Altere estes parâmetros e veja as novas vazões. Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário lá no Linkedin.

Com uma quantidade maior de nós, é possível realizar um diagnóstico geral para redes complexas de água de resfriamento. A partir da modelagem, além de saber as vazões e temperaturas de saída esperadas em cada linha, é possível identificar facilmente os gargalos do sistema. Mais ainda, é possível verificar o dimensionamento das bombas.

Siga a página do FNESS no Linkedin para acompanhar novidades e verificar outras aplicações do software.

Baixe a versão DEMO do FNESS (limitado a 5 nós)

A figura abaixo mostra um modelo realizado para um sistema de Água de Resfriamento em um pólo petroquímico.

A figura abaixo mostra um modelo realizado para um sistema de Água de Alimentação de Caldeiras em um pólo petroquímico.

 

FNESS - Exemplo 3 - Ventilador e Dutos

Neste link é possível baixar mais um exemplo de utilização do FNESS, só que agora utilizando outros fluidos além da água.

Aqui foram utilizados:

  • 02 trechos de tubulação, sendo um deles com seção retangular;
  • 01 ventilador centrífugo, com curva característica.

Condições de contorno,

  • P1 = ATM (0mmCA), com fluido selecionado: Outros fluidos > Inserido a composição volumétrica do ar atmosférico (21% O2 e 79% N2).
  • Q= 2000 m³/h

Para este exemplo, sugerimos que o usuário:

  • Altere a temperatura de entrada (verificar a nova curva no ventilador);
  • Altere a rotação do ventilador (cuidado especial para que o ponto de operação não fique fora da curva do ventilador).

Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário no Linkedin. Siga a página do FNESS no Linkedin para acompanhar novidades e verificar outras aplicações do software.

Com uma quantidade maior de nós, é possível realizar um diagnóstico geral para redes condensado. A partir da modelagem, é possível identificar facilmente os regimes de operação, as pressões de operação, as velocidades da mistura e os gargalos do sistema.

Baixe a versão DEMO do FNESS (limitado a 5 nós)

Este exemplo é uma simplificação do que o FNESS pode calcular. Sistemas de Gases de Exaustão podem ser modelados, como visto na figura a seguir:

FNESS - Exemplo 4 - Perda de Carga em Tubulações

Neste link é possível baixar mais um exemplo do FNESS.

Os objetivos são:

  • calcular a vazão esperada para um trecho, dadas as pressões nas condições de contorno;
  • utilizar o parâmetro elevação.

O trecho reto em questão possui:

  • 15m em trecho reto de 4" SCH40 (ver lista de padrão de tubos);
  • 01 curva de raio longo.

Condições de contorno,

  • P1 =0,5 kgf/cm², com fluido selecionado água a 25°C.
  • P2 = ATM (0 kgf/cm²)

O cálculo do FNESS nesta condição resultam em uma vazão de 141 t/h.

Para este exemplo, utilizamos o mesmo trecho porém alterando as condições de contorno:

  • P1 = ATM (0 kgf/cm²), com fluido selecionado água a 25°C e elevação de 5m.
  • P2 = ATM (0kgf/cm²), com elevação 0m.

Observe que o resultado é o mesmo.

Neste exemplo, é interessante que o usuário aprenda também a utilizar outras ferramentas do FNESS como alterar as unidades dos parâmetros analisados. Experimente trocar as pressões nas condições de contorno por mCA ou bar (Configuração > Unidades) e as vazões por m³/h. Tente também incluir as velocidades nas bandeiras apresentadas nas linhas (Visualização > Bandeiras e Grids). Verifique também os relatórios gerados pelo FNESS:

  • Visualização > Dados da Linha (em seguida clique na linha que deseja verificar o cálculo
  • Relatórios > Nós
  • Relatórios > Linhas
  • Relatórios > Composição das Linhas

Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário no Linkedin. Siga a página do FNESS no Linkedin para acompanhar novidades e verificar outras aplicações do software.

Baixe a versão DEMO do FNESS (limitado a 5 nós)

FNESS - Exemplo 2 - Escoamento Bifásico

Neste link é possível baixar mais um exemplo de utilização do FNESS.

O objetivo deste exemplo é apresentar o módulo de escoamento bifásico do FNESS e suas ferramentas de visualização de resultados.

Aqui foram utilizados:

  • 03 trechos de tubulação;
  • 01 válvula de controle de vazão.

Condições de contorno,

  • P1 = 10 bar (líquido saturado)
  • P2 = 4,5 bar 
  • Fluxo = 15 t/h

Este exemplo mostra um escoamento bifásico após a válvula de controle.

Com o FNESS, é possível obter diversos parâmetros em qualquer ponto:

  • Pressão
  • Velocidade
  • Título
  • Regime de Escoamento
  • Velocidade Erosional

Para este exemplo, sugerimos que o usuário altere as escalas de cores, escolhendo um dos parâmetros supracitados.

Com estas ferramentas, o usuário pode verificar pontos críticos da rede de condensado.

Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário no Linkedin. Siga a página do FNESS no Linkedin para acompanhar novidades e verificar outras aplicações do software.

Com uma quantidade maior de nós, é possível realizar um diagnóstico geral para redes condensado. A partir da modelagem, é possível identificar facilmente os regimes de operação, as pressões de operação, as velocidades da mistura e os gargalos do sistema.

Baixe a versão DEMO do FNESS (limitado a 5 nós)

Este exemplo é uma simplificação do que o FNESS pode calcular. Redes complexas podem ser modeladas, como visto na figura a seguir: